GTG:

O Conselho da Sociedade Brasileira de Física (SBF) instituiu em 2015 o Grupo de Trabalho sobre Questões de Gênero (GTG) em substituição da extinta Comissão de Relações de Gênero (CRG).

Histórico:

O Conselho da Sociedade Brasileira de Física (SBF) instituiu em 2003 a Comissão de Relações de Gênero (CRG) com o objetivo de levantar e estabelecer ações no sentido de resolver possíveis problemas de relações de Gênero, no caso, no âmbito da Física. Este tipo de iniciativa também já se faz presente em núcleos acadêmicos, em algumas associações científicas como a ABRASCO, em organizações não governamentais, e em âmbito governamental mais recentemente com a criação da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres da Presidência da República \u2013 SPM/PR . Em 2011 a Comissão das Relações de Gênero estabeleceu algumas metas de ação dentre as quais o levantamento e análise de dados relacionados a Gênero com base num estudo atual feito pela SBF do perfil do físico no Brasil e em outras fontes de informações tais como os órgãos financiadores da pesquisa e da pósgraduação como o CNPq, a CAPES e as FAPs. A comissão também buscou mecanismos para estimular a participação de mulheres nas atividades científicas nos mais diversos níveis.